Pinturas de Armanda Passos, minha pintora preferida.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Margarida

Com nove letras maravilha
Contemplo a exaltação do poeta.
Colocou-as lá sem cedilha,
Transformou-as na flor predilecta.
O nome de minha filha !

O meu jardim é na verdade
O renegar da saudade.
Ditosa flor !
Que com seu perfume e amor
Me faz procurar a eternidade.

Mas esta flor não é vulgar
Nessas estradas e caminhos
Pois chora, brinca e ri ;
E a saltitar,
Por entre giestas e azevinhos
Parece mesmo enfeitiçar
Reivindicando de pronto seus carinhos!

Minha flor é permanentemente florida
De súbito glorificada
Profundamente amada
No meu horto contemplada.
Curtida!
Lembrada.

Que o tempo sempre a conserve
Ditosa e sempre bela.
Branca e amarela!
E que Deus a preserve
Neste jardim de todos nós.
Para vós!


Exsutate jubilate
Evasão do tempo ao madrugar
Por tuas pétalas poder tratar.
Adorar
E sempre te contemplar.

2 comentários: