Pinturas de Armanda Passos, minha pintora preferida.

sexta-feira, 6 de maio de 2011

AFORISMO

Havia uma formiga
compartilhando comigo o isolamento
e comendo juntos.

Estávamos iguais
com duas diferenças:

Não era interrogada
e por descuido podiam pisá-la.

Mas aos dois intencionalmente
podiam pôr-nos de rastos
mas não podiam
ajoelhar-nos.

Sem comentários:

Enviar um comentário