Pinturas de Armanda Passos, minha pintora preferida.

sexta-feira, 6 de maio de 2011

CINTILANDO

Canta o coro em frenesim
Lembrando a fé distante.
Coração radiante
Desses tempos de alecrim,
A música radiante…

Cintilando aos tempos
Resistindo ao desgaste
Cantando.
Penetrando e enchendo
De amor e contratempo
Lembrando…

Do órgão ao cravo
Apaixonado!
Vai o artista mostrando
Cantando,
O seu som vibrando
Improvisado!


Onde nasceste, ó som da gloria
Fruto do trabalho do operário
Que sem bitola
Te imola !
Te eterniza!


Porque passeias no tempo
Oh viajante do passado!
Escravizando o poeta,
Impondo-lhe a meta
Fazendo-o amar sem ser amado!


Assim serás sempre
Por esses tempos fora !
Única e formosa
Brincando…
Cintilando…

Sem comentários:

Enviar um comentário