Pinturas de Armanda Passos, minha pintora preferida.

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

AMOR

Palavra tão pequena, mas de tanto Valor. Beleza interior nem sempre exteriorizada, de difícil definição, é um sentimento inexplicável.
Dor abrasiva ferozmente emotiva, sentida pelos corações… Sentimento celestial, reflectido na alma dos mortais.
Eterno ou não…Atingindo o seu auge na forma de paixão, por vezes se torna doentio.
De fácil transformação aquando ferido, o amor é dor: mortífera, aguda e dilacerante. Oceano gravado, nos olhos dos amados. Lágrimas que desaguam no sorriso de uns lábios.
Partilha de sonhos e conquistas nem sempre triunfais. Sentimento infinito, gravado por espetos de rosas brancas nos corações imortais.
Dávida divina de inacessível definição traduzida em gestos e carinhos, reflectidos no sincero companheirismo entre Seres.
O verdadeiro é ingénuo o mais puro e sublime de todos os sentimentos humanos. Emanado por cheiro a jasmim o amor é inocente, cristalino e transparente.
Sentimento profundo e crescente, necessitado de cultivo para se manter em chama sempre ardente.
O Amor é a verdadeira Essência da vida: Amar, Saber amar, e Ser amado.

Sem comentários:

Enviar um comentário